Cabo volta a imunizar gestantes, puérperas e inicia a campanha para pessoas com 18 anos ou mais do grupo de comorbidades
access_time 21/05/2021


O Cabo de Santo Agostinho volta a imunizar as mulheres grávidas e mães de recém-nascidos a partir desta segunda-feira (24) com a vacina da Pfizer. Os agentes de Saúde também iniciam a vacinação das pessoas com 18 anos ou mais do grupo de comorbidades. Essas vão receber doses da AstraZeneca.

Além do Centro de Vacinação Covid-19, na Praça Nove de Julho, quatro escolas municipais de referência também estarão abertas, das 8h às 13h, para receber os novos grupos da fila de prioridades.

Na última sexta-feira (21) o município passou a aplicar as doses dos imunizantes na população com 30 anos ou mais do grupo de comorbidades.

A campanha do Cabo contra a covid-19 trouxe sentimento de esperança para as pessoas do grupo de comorbidades que esperaram mais de um ano para serem imunizadas Um alívio para gente como a dona de casa Evelyn Maria Araújo Santos, 30 anos e Reginaldo José Augusto Filho, 50.

“Por ser imunossuprimida, tomar medicação de terapia biológica para uma doença autoimune, tanto eu como os médicos que me acompanham estavam na torcida para que este dia chegasse. E agora sim, graças a Jeová estou um pouco mais segura, com esse processo de imunização”, disse Evelym Maria Araújo Santos de 30 anos, após tomar sua primeira dose da vacina contra a covid-19 na manhã de sexta-feira (21) na Escola Prefeito Eronides Francisco Soares, no distrito de Pontezinha. O imunossuprimido é aquele indivíduo que, por ação de algum medicamento, tem redução do seu sistema imunológico.

Reginaldo José Augusto Filho de 50 anos, morador do bairro de Ponte dos Carvalhos, ficou bastante emocionado. “Agradeço a Deus e ao SUS por esta dose de esperança, pela vida de tantas pessoas que estão isoladas que pedem por dias melhores”, afirmou ao tomar a sua dose na Escola Manoel Davi Pereira da Costa. Também recebem o público nesta segunda, a escola da Charneca (Padre Antônio Melo Costa) e a de Gaibu (Professora Maria Thamar Leite da Fonseca).

Segundo a resolução da Comissão Intergestores Bipartite (CIB) de Pernambuco, fazem parte do grupo indivíduos com diabetes mellitus, pneumopatias graves, hipertensão arterial resistente, insuficiência cardíaca, hipertensão pulmonar, cardiopatia hipertensiva, síndromes coronarianas, valvoplastias, miocárdicas e pericardiopatias, doenças da aorta, dos grandes vasos e fístulas, arritmias cardíacas, cardiopatias congênitas, próteses valvulares e dispositivos cardíacos implantados, doença cerebrovascular, doença renal crônica, imunossuprimidos, hemoglobinopatias graves, obesidade mórbida, síndrome de down e cirrose hepática.

Sobre as pessoas que sofrem com hipertensão, é importante destacar que não estão recebendo vacinas as pessoas que têm a doença em nível moderado ou leve. Para ter prioridade na fila da vacina, o laudo médico tem que atestar hipertensão grave, ou seja, aquela de difícil controle que exija do paciente pelo menos três medicamentos de classes diferentes.

É importante saber que, para tomar a vacina, a pessoa do grupo de comorbidades precisa levar, além do comprovante de residência e o documento de identidade ou cartão SUS, o formulário com carimbo e assinatura do médico com a CID da comorbidade. A CID é a sigla para Classificação Internacional de Doenças.

No caso das grávidas, o cartão pré-natal é aceito como laudo médico, assim como a certidão de nascimento, certidão de alta da maternidade ou declaração de nascido vivo servem para as mulheres que deram à luz há pouco tempo.

Por Gesla Ferreira

Foto: Sillas Gabriel







Prefeitura Municipal do Cabo de Santo Agostinho
CNPJ: 11.294.402/0001-62
Endereço: Rua Manoel Queirós da Silva, 145, Torrinha
Cabo de Santo Agostinho, Pernambuco, Brasil
Telefone: +55 (81) 3521.6645
 

© Todos os direitos reservados para a Prefeitura Municipal do Cabo de Santo Agostinho