Cabo de Santo Agostinho tem 1º Encontro de Transgênero
access_time 29/10/2020


A Secretaria de Programas Sociais, através da gerência de Proteção Básica em conjunto com a gerência de Direitos Humanos, realizaram nessa quinta-feira (29) o 1º Encontro Transgênero do Cabo de Santo Agostinho com o seguinte tema: "Da transgressão à construção, fortalecimento de socialização". O encontro aconteceu na Estação Cidadania, bairro de Garapu.

O evento tem como objetivo o fortalecimento de vínculo social e comunitário de um dos grupos que compõe o LGBTQIA+, os Travestis e transsexuais. Ao todo, nove Cras trabalham com esse público, tendo 96 pessoas referenciadas. Cerca de 40 participaram do encontro. Foram realizadas palestras, oficinas e troca de depoimentos sobre o mês de conscientização do suicídio e sobre o trabalho voltado para essa população, direcionado ao público e as equipes dos CRAS.

"A importância desse encontro, além de promover o vínculo social, é que eles possam estar convivendo uns com os outros e conquistar o fortalecimento enquanto sujeito de direito", relatou a gerente de Proteção Básica, Maria do Carmo.

PROGRAMAÇÃO

* Palestra: Setembro Amarelo
Tema: "Da angústia silenciosa, ao grito do suicídio. Como previnir e intervir a essa realidade na população LGBTQIA+"
Mediador: Eudes Fonseca - Psicólogo clínico e Coordenador do Eixo LGBTQIA+ da Gerência de Direitos Humanos.

* Mesa redonda
Tema: "Perspectiva da população LGBTQIA+, uma trajetória de visibilidade e conquistas através de uma assistência baseada em evidências".
Mediador: Flávio Lúcio Santos - Fisioterapeuta Sanitarista e Técnico social de referência operacional dos grupos LGBTQIA+ da rede CRAS.

Participantes da mesa redonda:
1. Ana Daniela Larena - Assistente social e coordenadora dos CRAS.
2. Danielle Moraes - Coordenadora de Saúde Mental.
3. Beto Vieira - Coordenador de Saúde e Política LGBTQIA+
4. Eudes Fonseca - Coordenador do Eixo LGBTQIA+ da Gerência de Direitos Humanos.

* Oficinas Satélites
Tema: "Pósvenção no CRAS! Como acolher, atender, predizer e proceder diante desses tipos de demanda".
Mediador: Eudes Fonseca - Psicólogo clínico e Coordenador do Eixo LGBTQIA+ da Gerência de Direitos Humanos.
Público alvo: Equipe técnica.

Por Polyana Moura

Foto: Jakson Costa







Prefeitura Municipal do Cabo de Santo Agostinho
CNPJ: 11.294.402/0001-62
Endereço: Rua Manoel Queirós da Silva, 145, Torrinha
Cabo de Santo Agostinho, Pernambuco, Brasil
Telefone: +55 (81) 3521.6645
 

© Todos os direitos reservados para a Prefeitura Municipal do Cabo de Santo Agostinho